Na Janela com Fred: Martha Medeiros – Não nos contaram

Faaaaaaaaaala galera, como vocês estão?

Deixa eu dividir uma coisa aqui com vocês: estou super animado com os vídeos! Era isso, hahahahaha! E para fazermos uma sequência legal de vídeos semanais, vlogs, opiniões, citações, besteiras nossas, listas e afins, preciso da ajuda de vocês. Estou querendo investir pesado no Youtube – aliando mais ao blog e a nossa interação.

Sempre que vou aos eventos, ou leio os comentários por aqui, volta e meia ouço: “Eu adoro os vídeos!” – “Não para de fazer os vídeos” e assim por diante. Então, depois de repensar algumas coisas, resolvi me dedicar com afinco aos vídeos, câmera nova, ideias novas, microfone novo… Espero que estejam gostando e me ajudem com opiniões. Quanto mais vocês gostarem, maaaaaais coisas teremos!

Estou testando outro “Na Janela com Fred”! Vou variar entre coisas que escrevi, coisas que outros autores escreveram e, se a ideia pegar, até coisas que vocês escreveram! Tentei falar e interpretar algo maior, mas, como não sou ator haha – e nem tenho um teleprompter –, tive que ler algumas partes. Queria saber o que vocês acham de textos maiores assim, lidos… Ficou divertido ou chato? Preciso ir sentindo o terreno para saber onde depositar minhas energias, quais vídeos vocês gostam e aí podemos manter uma rotina!

To bem animado com tudo! Ihaaaaaaaaaaaa! Posso contar vocês comigo?

Na Janela com Fred: Frederico Elboni – O medo de amar

Faaaaaala galera! Cheguei! Chegueeeeeeeei! – podem me imaginar falando isso feito bobo haha!

Ontem antes de dormir tive uma ideia. Muitas pessoas já me pediram para fazer alguns textos falados. Então resolvi criar o “Na Janela com Fred” onde irei citar trechos de textos meus, e de outros autores também. Será um momento de “poesia” durante a semana. Caso vocês curtam a ideia, claro!

Agora que estou com câmera nova – como vocês podem perceber – irei me dedicar mais aos vídeos. Sou enroladinho, eu sei. Mas eu quero dar continuidade com afinco aos vídeos e manter algo rotineiro. E claro, conto com o apoio e o sorriso de vocês.

Eu sei que vocês estão com saudade dos vídeos e, acreditem se quiser, eu também!

E aí, gostaram da ideia? A ideia é criar um momento poesia e reflexão durante a semana. Ouvir algo gostoso, leve e refletir. Dividir com os amigos, pensar sobre o que é dito e claro: olhar a minha cara de mamão.

Espero que tenham gostado da ideia e claaaaaaaaaaaaaaaro – cheio de vogais mesmo –, entrem nessa e em outras mil comigo! Como sempre digo, adoro essa liberdade de podermos fazer e ser tudo! Agora, só vem cá, vem…

Dores de amor caminham sempre conosco. A memória voa. A saudade é incansável. Mas o amor é certeza. E mesmo quando não é, deveria ser. O medo de amar é uma constante para todos que já foram para-raio dos descasos alheios. Mas amor é flor e cheiro, e, por mais que se vá, a flor sempre deixa seu perfume ao vento. “