Ricardo Coiro

Vive entre o soco e o sopro. Morre de medo do morno e odeia caminhar em cima do muro. Acha que sensibilidade é coisa de macho e que estupidez é atitude de frouxo. Nunca recusou um temaki ou um café. Peca todo dia. Autor do livro Confissões de um Cafamântico.

Confira 100 posts de Ricardo Coiro

Não tenha medo da luz acesa

Não tenha medo da luz acesa

Você saiu da banheira de forma abrupta, de maneira acrobática aplicou um giro rápido de cento e oitenta graus e dirigiu-se ao banheiro fazendo […]

Paulo André, o seu PA

Paulo André, o seu PA

Meu nome é Paulo André, mas eu gosto mesmo é de ser chamado de “PA”. Por quê? Porque além do motivo óbvio, ou seja, […]

Já posso voltar?

Já posso voltar?

- Não sei por que ainda estou aqui, com você! – ela gritou, abafando os meus berros; visivelmente contaminada pela epidemia de insensibilidade disseminada […]

Eu amo Minas Gerais - historiasylvio.blogspot.com.br

Minas Gerais é baum demais!

Eu me sinto um cidadão extremamente privilegiado. Sabe por quê? Porque eu, felizmente, tive as condições necessárias – e oportunidades – para viajar a […]